“Girandole System GS-3T” – Tecnologia para desinfecção de água, esgotos Industriais, comerciais e residenciais

“Girandole System GS-3T” – Tecnologia para desinfecção de água, esgotos Industriais, comerciais e residenciais

O Girandole GS-3T utiliza como componente   uma molécula composta por três átomos de Oxigênio em vez dos usuais dois átomos componentes do Oxigênio atmosférico. Este componente  proporcionar sob forma gasosa em condições ambientais normais, alta  reatividade e instabilidade, o que constitui que não pode ser transportado ou armazenado, tendo que ser produzido no local de aplicação. O elevado interesse no seu uso  para desinfecção deve-se ao seu poder oxidante pois trata-se de uma das substâncias de mais alto potencial de oxidação  coligado a outras características atraentes para esta aplicação: sua pressão parcial é bastante inferior à do Oxigênio diatômico, sendo este facilmente absorvido pela água numa interface de bolhas (cinquenta vezes mais rápido que Oxigênio diatômico). Realizando-se assim  três empregos básicos: oxidação, precipitação e sanitização.  Como funciona:

A aplicação  componente tri-atômico é garantida pelo sistema “girandole” circulação distribuída e seus circuitos de injeção sendo o tempo de residência necessário à exposição é obtido pelo uso dos tanques de contato e  seus reatores.

Ayzer Soluções Integradas firma parceria com o Prof. Dr Lauber Martins da Andrews University (Michigan, Estados Unidos)”

Dr Lauber Martins é Engenheiro Mecânico formado pela Universidade Federal do Paraná e também Mestre em Engenharia Mecânica com especialização em processos térmicos e químicos formado pela mesma Universidade. Em 2012 se formou doutor em engenharia mecânica pela Florida State University (Estados Unidos) onde também atuou como um dos pesquisadores do Center for Advanced Power Systems – CAPS. Logo em seguida, inciou o pós-doutorado no Departamento de Engenharia Mecânica e Aeronáutica na University of Pretoria (África do Sul) e depois de concluído o pós-doutorado assumiu a posição de Professor do mesmo departamento onde teve oportunidade de supervisionar trabalhos de design e pesquisas e ministrar aulas para a pós-graduação. Em 2016, voltou para os Estados Unidos e assumiu a posição de Professor do Departamento de Física da Andrews University (Michigan, Estados Unidos), onde supervisionou trabalhos de pesquisas e design dos departamentos de Física e Engenharia Mecânica e também supervisionou trabalhos de pós-doutorado.

Compressores NR-13

Vasos de pressão podem causar diversos perigos entre eles uma explosão. Necessitam ser projetados, fabricados e operados dentro de normas, além de serem inspecionados periodicamente. Trocadores de calor, caldeiras e tanques pressurizados de ar comprimido são exemplos e estão condicionados pela NR-13, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Ela é condição legal para se operar vasos de pressão. Por isso preserve a vida antes que seja tarde!!

Ficou interessado?! Entre em contato conosco http://ayzer.com.br/contato/

Encatho & Exprotel 2019 – Como obter maior eficiência e reduzir perdas utilizando a sistemática do Design for Service – DFS

Marcando sua presença no grande encontro da hotelaria e do turismo na região Sul do país, o palestrante Julio Cesar Berndsen tratou do design de serviços, ou seja, como o setor hoteleiro pode projetar o seu serviço. Trouxe para os participantes um modelo que foi criado na tese de doutorado que fez na UFSC em 2018. A partir dessa tecnologia, explica, um hotel pode trabalhar desde a parte inicial, do projeto, até a parte de implementação com esse modelo, que, segundo ele, é adaptável a pequenos, médios e grandes hotéis. “Não é somente a parte da gestão, mas aplicações específicas em gestão de manutenção, desde a aplicação de gestão robótica, gestão de monitoria remota, sensores óticos, entre outros”, comenta.

Berndsen explicou que essa condição auxilia no planejamento, onde se pode perceber a situação atual do hotel e tomar decisões de a que futuro se quer chegar, escolhendo diretrizes e apoios tecnológicos que devem ser traçados. O palestrante complementou que na palestra foi tratado o hotel 4.0 – inovação, velocidade, excelência e adaptabilidade. “Para o mercado competitivo de hoje, estes itens são de suma importância pensando em um design de serviço”.

Ficou interessado?! Entre em contato conosco http://ayzer.com.br/contato/

 

Seminário Científico Encatho 2019 – Soluções e Inovações para Hotelaria

Promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina- ABIH-SC, o Encontro Catarinense de Hoteleiros- Encatho & Exprotel chega à 32ª edição e acontecerão nos dias, 13, 14 e 15 de agosto de 2019. O objetivo é apresentar as inovações, tendências e perspectivas para a hotelaria e o turismo, sem esquecer que a principal ferramenta de hospitalidade continua sendo o ser humano. O evento irá oportunizar  negócios, qualificação, novidades em produtos e serviços, atualização na operação, gerar networking e divulgar as potencialidades do turismo nacional. (FONTE: http://encatho.com.br/)

Com presença confirmada, Prof. Julio ministrará  o tema: Como obter maior eficiência e reduzir perdas utilizando a sistemática do Design for Service – DFS , no dia 15 de agosto de 2019.

Confira a programação: http://encatho.com.br/programacao/

Faça já a sua inscrição: https://abihsc.iweventos.com.br/evento/encathoeexprotel/home

Como obter maior eficiência e reduzir perdas utilizando a sistemática do Design for Service – DFS

Se inovar é preciso, saber onde e como utilizar produtos/serviços e processos é fundamental para garantir o sucesso de qualquer iniciativa nos empreendimentos. Manter o domínio de processos não é uma tarefa simples. A solução para essa questão, passa pela gestão de projetos utilizando uma metodologia DFS. Essa extraordinária força de planejamento, execução, supervisão, recursos técnicos e equipamentos da organização inclui diversos procedimentos até mesmo legais que auxiliam a prever e solucionar os problemas antes mesmo de surgirem, minimizando assim  possíveis prejuízos e propiciando a redução de  custos. Para isto após vários anos de pesquisa em sua tese de doutorado na UFSC o Prof JC Berndsen está lançando seu novo e-book. Inovação Produtos & Serviços Um modelo utilizando o DFS.

Vale apena conferir!!

Eficiência Energética em Edificações

O processo de globalização e a instauração de uma economia altamente competitiva vêm exigindo das empresas maior eficiência em suas atividades. O uso eficiente da energia elétrica não significa apenas uma redução nas despesas, mas também redução nos impactos ambientais. Além disso, a eficiência energética muitas vezes está ligada a melhoria na qualidade do ambiente de trabalho e do processo produtivo. Fonte: http://www.labeee.ufsc.br/

Volvo vai fornecer carros autônomos para a Uber no ano que vem

Modelo deve ser o XC90 – Foto Divulgação

Empresa sueca também anunciou carros parceria com a chinesa Baidu para desenvolver carros elétricos  

A Volvo vai fornecer carros autônomos para a Uber a partir de 2019.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 03 de novembro de 2018, pelo presidente-executivo da montadora sueca, Hakan Samuelsson.

A Uber e a Volvo tinham anunciado no ano passado um acordo para o fornecimento de 24 mil unidades do modelo XC90, com condução autônoma.

Entretanto, em março, o acordo foi suspenso após um carro usado nos testes atropelar e matar uma pessoa.

Mas de acordo com Samuelsson, as tratativas foram retomadas depois dos ajustes técnicos.

CARROS ELÉTRICOS PARA AUTÔNOMOS DA BAIDU:

A Volvo também anunciou parceria com a empresa chinesa de internet e tecnologia Baidu.

A montadora vai atuar no desenvolvimento de carros elétricos no programa de transportes autônomos da gigante asiática.

Os veículos vão utilizar um novo modelo de bateria que deve ser lançado pela Volvo em 2020, mas não está descartado também o desenvolvimento de um modelo específico para os serviços autônomos da Baidu.

Os carros estão sendo chamados de robotáxis no projeto e devem compor a frota da empresa de tecnologia.

É a primeira vez que uma empresa que não é chinesa coopera com a Baidu nesta escala no programa de carros autônomos.

Informações publicadas por Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes em Diário do Transporte.

Demanda por empregos relacionados à eficiência energética deve triplicar até 2030, aponta pesquisa

 

Fonte:https://noticias.portaldaindustria.com.br/noticias/educacao/demanda-por-empregos-relacionados-a-eficiencia-energetica-deve-triplicar-ate-2030-aponta-pesquisa/

A busca pela eficiência energética cresce no Brasil e, com ela, a demanda por profissionais capacitados. Em tempos de desemprego alto no país, o setor de energia está em pleno crescimento e pode ser uma opção para o trabalhador que busca qualificação e ocupação. De 2018 até 2030, o número de empregos diretos ligados à área deve passar dos 136 mil atuais para 452 mil em 2030, se o Brasil atingir a meta assumida na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 21). A ideia de eficiência energética é o melhor uso dos recursos disponíveis. Por isso, a introdução de energias renováveis – como a fotovoltaica, eólica e biomassa – podem ser importantes aliados na busca  por efetividade.

Os números fazem parte da Pesquisa sobre o Potencial de Empregos Gerados na Área de Eficiência Energética no Brasil lançada no escritório da Confederação Nacional da Indústria (CNI) de São Paulo, durante a Conferência Profissionais para Energias do Futuro. O evento discute o setor de energia do futuro, educação e capacitação e é promovido pela Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Ministério da Educação e Ministério de Minas e Energia.

“O que a gente observou pela pesquisa é que alguns não são empregos novos, os profissionais precisam se especializar na parte da eficiência energética”, destacou Alexandre Schinazi, consultor da Mitsidi Consultoria e responsável pelo estudo.

O SENAI possui 24 cursos em energias renováveis em 12 estados brasileiros e para distintas escolaridades. São cursos para os perfis de Instalador, Confeccionador de componentes, Reparador, Técnico e Especializações Técnicas e Tecnológicas. Segundo pesquisa do SENAI, aproximadamente 70% dos egressos estão trabalhando ou fazendo algum estágio. O mesmo levantamento mostrou que 53,6% recebem mais de dois salários-mínimos – sendo que 20,9% ganham mais de cinco salários mínimos; 17,1% entre três e cinco salários mínimos; e 15,7%, entre dois e três salários mínimos.

O mercado de trabalho vai crescer muito. Mas o mercado que nos interessa não é o cortador de cana para produzir etanol, mas sim, o profissional de ponta. Os profissionais para a energia do futuro serão cientistas de dados, eles terão que entender a demanda, os custos e buscar a eficiência”, disse Ricardo Abramovay, professor da Universidade de São Paulo (USP).

QUALIFICAÇÃO – Em 2017, mais de 3,6 mil pessoas se qualificaram na área pelo SENAI. Os cursos são oferecidos nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Tocantins.

Até junho de 2018, mais de 1,8 mil pessoas foram matriculadas nos cursos do SENAI pelo país. Os cursos do SENAI já foram revisados para atender aos pressupostos das tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0.

“As vagas de emprego disponíveis são de todos os níveis. Um caminho é a gente especializar as profissões tradicionais. Os profissionais de eletroeletrônica, por exemplo, têm que fazer especialização para que ele possa trabalhar no setor de eficiência energética. São cursos de formação inicial, de qualificação profissional, técnicos em eficiência energética, e cursos superiores”, detalha Felipe Morgado, gerente-executivo de Educação Profissional e tecnológica do SENAI.

De 2012 a 2018, o potencial instalado acumulado de energia fotovoltaica (FV) passou de 7,2 MW para 1,3 GW, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Já o de energia eólica passou de 2,5 GW para 13,1 GW, segundo a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica).

É esperado que essa tendência de crescimento continue. O Plano Decenal de Expansão de Energia da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), por exemplo, indica que, de 2016 a 2026, o Brasil deve crescer 140% na capacidade instalada para energia eólica, com previsão de 28,5 GW em 2026, enquanto a solar deve atingir 9,6 GW. Isso sem contar a geração distribuída, ou seja, o consumidor brasileiro pode gerar a própria energia a partir de fontes renováveis e fornecer o excedente para a rede de distribuição elétrica de sua localidade.

 

 

BRASIL TERÁ CENTRO DE PESQUISA DE ALTA VELOCIDADE

Hyperloop assinou um acordo para instalação de um centro de pesquisa e desenvolvimento em Minas Gerais.

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) assinou acordo com a empresa Hyperloop Transportation Technologies para instalação de um centro de pesquisa e desenvolvimento em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. A proposta é desenvolver um sistema de transporte por tubos de altíssima velocidade, capaz de atingir 1,2 mil quilômetros por hora.

Segundo o CEO da Hyperloop, Bipob Gresta, o sistema de transporte utiliza plataformas elevadas e foi desenvolvido para funcionar sem o atrito e a resistência do ar. Isso permite que cápsulas com carga ou pessoas se movimentem mais rapidamente, sem gastar muita energia. A tecnologia envolve ainda levitação magnética e bombas de vácuo para retirar quase todo o ar dos tubos.

“ISSO COLOCA O PAÍS NO MAPA DE DESENVOLVIMENTO DE SOLUÇÕES DE PONTA”

Tecnologia

“É uma tecnologia de ponta que poderá revolucionar todo o transporte de pessoas e de cargas no nosso país”, disse o diretor de Desenvolvimento Produtivo e Tecnológico da ABDI, Miguel Antônio Nery. “Nossa expectativa é que isso sinalizará para o país um novo cenário em termos de solução tecnológica e logística em transporte”, completou.

Durante a cerimônia de assinatura de memorando de entendimento, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, mostrou-se entusiasmado com as possibilidades em aberto mediante o acordo. “Isso coloca o país no mapa de desenvolvimento de soluções de ponta em transporte e logística”, destacou Lima.

POR INSTITUTO DE ENGENHARIA

Publicado em 10 de abril de 2018

Abrir WhatsApp
Vamos conversar? Juro que não sou robô!
Olá 👋
Posso te ajudar? Juro que não sou um robô!